A loja de Deus

Entrei e vi um Anjo no balcão. Maravilhado, disse-lhe:

— Santo Anjo do Senhor, o que tens?

Respondeu-me:

— Todos os dons de Deus.

Perguntei:

— Custa muito?

Respondeu-me:

— Não, é tudo de graça.

Contemplei a loja e vi jarros com sabedoria, vidros com fé, pacotes com esperança, caixinhas com salvação, potes com amor. Tomei coragem e pedi:

— Por favor, Santo Anjo, quero muito amor, todo o perdão, um vidro de fé, bastante felicidade e salvação eterna para mim e para minha família também.

Então, o Anjo do Senhor preparou-me um pequeno embrulho, tão pequeno, que cabia na palma da minha mão.

Maravilhado, mais uma vez, disse-lhe:

— É possível tudo estar aqui?

O Anjo respondeu-me sorrindo:

— Meu querido irmão, na loja de Deus não temos frutos. Apenas sementes.