Mais ou menos

A gente pode morar numa casa mais ou menos,
Numa rua mais ou menos,
Numa cidade mais ou menos,
E até ter um governo mais ou menos.
A gente pode dormir numa cama mais ou menos,
Comer um feijão mais ou menos,
Ter um transporte mais ou menos,
E até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro.
A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos.
Tudo bem.
O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum:
É amar mais ou menos, É sonhar mais ou menos, É ser amigo mais ou menos, É namorar mais ou menos, É ter fé mais ou menos, E acreditar mais ou menos.
Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos.
Pense nisso...
"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim".